15 de outubro de 2019
  • :
  • :

Base da Guarda Civil na Barra impede dois assaltos e registra mais de 70 atendimentos

Base da Guarda Civil na Barra impede dois assaltos e registra mais de 70 atendimentos

Com pouco mais de uma semana de funcionamento, a base avançada da Guarda Civil Municipal (GCM) da Barra, localizada na Avenida Oceânica, na transversal com a Rua Dias D ´Ávila, registrou mais de 70 atendimentos a soteropolitanos, turistas e comerciantes da região. A busca por informações ou orientações relacionadas à própria localidade está entre as principais demandas contabilizadas, mas o quantitativo também envolve ocorrências mais sérias.

A estrutura, que funciona 24 horas por dia, conta com uma central de monitoramento equipada com 25 câmeras. Através desse sistema, os agentes da GCM já impediram que dois furtos acontecessem no entorno. Além disso, dois homens foram conduzidos para a 14ª Delegacia de Polícia Civil. Um deles foi pego em flagrante realizando assaltos em companhia de um cachorro de raça Pitbull, no Morro do Ipiranga, e outro detido enquanto fazia tráfico de drogas próximo aos fortes do Porto da Barra.

Inaugurada no último dia 21 de setembro, a base avançada da Barra atua com 15 agentes, de todos os grupamentos da GCM, a exemplos do Grupo de Operações Especiais (GOE) e do Grupo Especial de Proteção Ambiental (Gepa), entre outros, que se dividem em espécie de rodízio, garantindo o funcionamento pleno da unidade. Ela é a primeira de outras estruturas do tipo – há uma no Campo Grande e outra no Parque da Cidade – a contar com sistema de videomonitoramento.

Dentre os serviços oferecidos estão a orientação ao turista, busca de informações da região e da cidade, registro de boletim de ocorrências online através do sistema da Secretaria de Segurança Pública (SSP), além da identificação de crianças perdidas. Os agentes de plantão também fazem patrulhamento preventivo.

“Essas bases estão mais focadas no próprio espaço público onde estão instaladas. Em todo o entorno delas, fazemos atuação mais direcionada e com mais contato com a comunidade, promovendo atendimento mais rápido e se envolvendo em todo o aspecto próprio do local”, explica o diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência da Prefeitura, Maurício Lima.

“O projeto da Barra é um sucesso. Estamos estudando a possibilidade de implantar outra na base no Comércio ou no Caminho da Fé, entre o Largo de Roma até o Bonfim. Mas vai depender de diversas condições, como estrutura básica para receber o equipamento e fibra ótica de internet”, acrescenta.

Demais estruturas – Na Praça Dois de Julho, no Campo Grande, a GCM instalou uma base de aproximadamente 18 metros. O local possui uma recepção para atendimento ao público, sanitário e espaço para uso exclusivo dos guardas. Além do efetivo local, outros grupamentos da GCM dão apoio, a fim de aumentar a sensação de segurança e coibir a ação de vândalos contra o patrimônio público.

Desde quando foi inaugurada, a base do Campo Grande soma mais de 200 atendimentos. A maioria da demanda é por informações e pedidos pontuais, sem registro de depredação, furto ou roubo. Já a base do Parque da Cidade, no Itaigara, é mais antiga e foi entregue em 2016 junto com a requalificação da área, garantindo a segurança de todos os cidadãos que vão ao local em busca de lazer.

Foto: Bruno Concha/SECOM-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *