4 de agosto de 2020
  • :
  • :

Piloto de bimotor que caiu em Maraú recebe alta

Piloto de bimotor que caiu em Maraú recebe alta

O piloto do avião bimotor que caiu em Maraú, no Sul da Bahia, recebeu alta nesta quarta-feira (20). Identificado como Aires Napoleão, de 66 anos, o condutor estava no Hospital Geral do Estado (HGE) desde a sexta (15) e foi o único dos 10 ocupantes da aeronave a ser liberado até o momento.

O acidente já conta com três vítimas fatais, o ex-piloto Stock Car Tuka Rocha, de 36 anos, da jornalista e relações públicas Marcela Brandão Elias, 37, e sua irmã, Maysa Mussi, 27. Os oorpos dos três foi enviado para São Paulo.

Marcela morreu em decorrência das queimaduras ainda na quinta-feira, 14, dia do acidente. Já Maysa e Tuka vieram a óbito no domingo, 17. Os dois últimos estavam internados no HGE.

Na terça-feira, 19, cinco pacientes, incluindo Eduardo Brandão, de 6 anos, filho de Marcela Brandão, foram transferidos de UTI área para o hospital Albert Einstein, em São Paulo. Assim, apenas mais uma vítima do acidente seguem internados no HGE.

Investigação – A Força Aérea Brasileira (FAB) está responsável pela investigação do acidente. Uma das hipóteses trabalhada pelo órgão como causa da queda da aeronave, é que o piloto tenha iniciado o pouso do avião antes da pista.

O acidente é apurado por investigadores do Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA II), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), ligado à FAB. Eles estão em Maraú desde a sexta coletando informações.

A pista é homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) desde 2013 e não tem restrições atuais para pouso e decolagem.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *