3 de agosto de 2020
  • :
  • :

Pesquisa registra maior inadimplência das famílias de Salvador em sete anos

Pesquisa registra maior inadimplência das famílias de Salvador em sete anos

O endividamento das famílias em Salvador registrou, em julho, 65,6% diante dos 64,1% do mês anterior. A informação é da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) Bahia. A inadimplência atingiu o maior patamar dos últimos setes anos ao passar de 28,7%, em junho, para a taxa de 30,2%, em julho. Ou seja, três a cada 10 famílias não conseguiram pagar a dívida até a data do vencimento.

Isso quer dizer que 608 mil famílias na capital baiana têm algum tipo de dívida, 168 mil a mais do que no início da pandemia no mês de março. De acordo com o consultor econômico da Fecomércio-BA, Guilherme Dietze, o percentual daqueles que já dizem que não terão condições de pagar a dívida em atraso subiu para 13,6%, maior percentual apurado desde junho de 2012. Atualmente, são 126 mil famílias nesta situação mais crítica.

A pesquisa mostra, ainda, que o tipo de dívida mais comum continua sendo o cartão de crédito (92,7%). Apesar do histórico da taxa ser bastante elevado, o atual percentual se situa próximo da máxima histórica de 95,8%, vistos em janeiro deste ano. A modalidade tem uma das mais altas taxas de juros do mercado, de 244% ao ano, segundo o Banco Central.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *