27 de outubro de 2020
  • :
  • :

Feira tem menor taxa de mortalidade da covid-19 entre maiores cidades da Bahia

Feira tem menor taxa de mortalidade da covid-19 entre maiores cidades da Bahia

As medidas adotadas em Feira de Santana contra a pandemia da covid-19 continuam dando sinais de eficiência. Nesta semana, o município tornou-se o de menor taxa de mortalidade entre as maiores cidades da Bahia. Mesmo tendo a segunda maior população do estado, Feira de Santana tem atualmente taxa de mortalidade de 36,27 a cada 100 mil habitantes. Em seguida vem Camaçari, que apresenta taxa de 37,44 a cada 100 mil pessoas. O recorte é entre as 10 cidades de maior população na Bahia.

“Não poupamos esforços na luta para minimizar os danos da covid-19 em Feira de Santana. Trabalhamos rapidamente e conseguimos lançar o Hospital de Campanha no antigo Mater Dei, para compensar os atrasos na entrega do Clériston Andrade 2. Graças ao trabalho da Secretaria Municipal de Saúde, conseguimos rastrear os casos e garantir assistência médica. Claro que nos sentimos arrasados por cada perda. Mas o combate ativo da nossa equipe conseguiu afastar os dados negativos que se vê em outros locais da Bahia”, comentou o prefeito Colbert Martins.

Para efeito de comparação, a capital Salvador apresenta taxa de mortalidade de 92,47 a cada 100 mil habitantes. Os piores dados entre as maiores cidades baianas são de Ilhéus, com 136,14, e Itabuna, com 125,22. Todos os números são da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia.

“Esses dados proporcionais são os mais justos para se interpretar os efeitos da covid-19 nas cidades. Feira de Santana tem mais de 600 mil habitantes é o polo comercial e logístico mais importante do interior do estado. Os primeiros casos da doença no Nordeste foram registrados aqui, infelizmente. Tudo isso mostrava o tamanho do desafio que seria controlar o vírus e seus danos nefastos. Mas hoje, mais de seis meses depois, podemos dizer que Feira é uma das cidades que melhor administrou a crise sanitária do coronavírus”, comentou Colbert Martins.

Além disso, Feira de Santana passou nesta semana a marca de 9 mil pacientes curados. Na última quinta-feira (24), fechou com 9.209 pessoas livres do coronavírus, ou 91,8% do total registrado desde 6 de março. O número de casos ativos também vem em queda. Na terça-feira (22) era de 681. Na quarta, de 615 e na quinta-feira, de 603. Destes, 27 estão hospitalizados. A taxa de ocupação nas UTIs para adultos é de 41%, abaixo da porcentagem da Bahia, que é de 51%.

“Os números nos animam e nos dão confiança. Mas faço um apelo à população de Feira: o risco da covid-19 ainda não passou. Não podemos relaxar. É preciso que cada um faça a sua parte, evite aglomerações, use máscara, higienize as mãos. Queremos passar por isso dando exemplo à Bahia de como se combate o coronavírus numa grande cidade como a nossa. Não podemos esquecer que há um risco de segunda onda. Portanto, como médico, peço que as pessoas ouçam os meus colegas profissionais de saúde e se mantenham vigilantes”, concluiu o prefeito.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *