27 de novembro de 2020
  • :
  • :

Maradona tem alta e vai fazer tratamento para combater alcoolismo

Maradona tem alta e vai fazer tratamento para combater alcoolismo

Diego Armando Maradona teve alta, no início da noite desta quarta-feira (11), da Clínica Olivos, em Buenos Aires, onde foi submetido a uma cirurgia no cérebro há oito dias para tratar um hematoma. O astro argentino vai iniciar um tratamento de reabilitação em sua casa, perto da residência de uma de suas filhas, para combater a dependência do álcool.

“Ele assinou a alta”, disse o neurocirurgião Leopoldo Luque, médico particular de Maradona. Uma foto do médico com seu paciente mais famoso, com um curativo na cabeça, ambos sorrindo, circulou nas redes sociais nesta quarta-feira (11).

A ambulância em que Maradona saiu da clínica foi seguida por uma caravana de carros durante todo o trajeto até a casa do ídolo. Dezenas de fãs ficaram durante todo o tempo de sua internação em frente ao hospital. Pelo menos por enquanto “El Diez” não poderá retornar ao seu posto de treinador do Gimnasia La Plata.

Matias Morla afirmou que seus parentes devem deixar de lado brigas entre si e com o próprio ex-jogador e que se refletem nas redes sociais. “Independentemente de ser Maradona, aqui a situação é clara: estar em paz com seus parentes e que eles se respeitem, que eles possam coordenar visitas, porque neste caso o Diego tem que reabilitar e para isso precisa de paz e unidade”.

Segundo Leopoldo Luque, a combinação de bebidas alcoólicas e drogas psicotrópicas que o astro toma habitualmente desequilibrou seu corpo e determinou sua hospitalização no último dia 2. Uma tomografia computadorizada detectou um edema craniano, que na maioria dos casos é causado por uma queda.

O ex-astro do futebol sofreu ao longo da vida vários problemas com a saúde por causa em grande parte de seu vício em drogas, especialmente a cocaína. Após sua aposentadoria, ele estava à beira da morte em 2000 e 2004. Embora Maradona tenha parado de usar drogas, ele o fez à custa do tratamento com várias drogas psicoativas que continua a tomar constantemente.

O capitão da seleção argentina campeã mundial de 1986, no México, permanecerá sob os cuidados de Luque e de uma equipe de psicólogos e psiquiatras.

Com 60 anos completados no último dia 30, Maradona foi internado na Clínica Ipensa, de La Plata, no dia 2, após se sentir mal e foi transferido para a Clínica Olivos.

Entre os possíveis fatores de risco para essa lesão estão a idade e o abuso de álcool. Na semana passada, Maradona mal comemorou o seu 60º aniversário porque já apresentava uma saúde debilitada.

Atual treinador do Gimnasia La Plata, o ex-jogador comia pouco, aparentava fraqueza e pouco participou da partida realizada também na sexta-feira entre o Gimnasia e o Patronato, pela Copa da Liga Profissional da Argentina. Maradona esteve presente somente nos 18 primeiros minutos e depois deixou o estádio.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *