24 de junho de 2021
  • :
  • :

Atlantic Nickel recicla 83,27% dos resíduos gerados na unidade de Itagibá

Atlantic Nickel recicla 83,27% dos resíduos gerados na unidade de Itagibá

A Atlantic Nickel, empresa que produz e exporta níquel sulfetado, componente fundamental na fabricação de baterias para veículos elétricos, destinou para a reciclagem 83,27% do total de resíduos que produziu durante todo o ano de 2020 em sua planta localizada na cidade de Itagibá, região sul da Bahia.

Guiada por seu propósito de promover o desenvolvimento sustentável em todos os níveis, a empresa alcança este índice como resultado do pleno funcionamento do Centro de Triagem de Resíduos (CTR). O espaço, construído dentro da empresa, recebe todo o material proveniente dos processos operacionais e administrativos, garantindo que tudo receba a destinação adequada às legislações ambientais vigentes e sem riscos de agressão ao meio ambiente.

A classificação dos resíduos é realizada de acordo com sua natureza física, composição química, riscos potenciais ao meio ambiente e origem. Este processo impede a contaminação dos lençóis freáticos, do solo ou da atmosfera. Uma vez classificados, os resíduos recicláveis são direcionados para empresas especializadas, permitindo a transformação em matéria-prima para a fabricação de um novo produto.

Os 16,73% dos resíduos resultantes da operação, classificados como não recicláveis, também são encaminhados para uma destinação final em conformidade com as melhores práticas de proteção ambiental, incluindo coprocessamento e posterior transformação em energia.

Orgânicos – Os resíduos orgânicos provenientes da cozinha que abastece os refeitórios são tratados em equipamentos que realizam a compostagem acelerada, produzindo assim, um composto orgânico que posteriormente é usado em ações de preservação da biodiversidade e reflorestamento de Mata Atlântica mantidas pela empresa por meio do viveiro com capacidade para produzir até 30 mil mudas.

Educação – A Atlantic Nickel mantém um cronograma fixo de treinamentos com os colaboradores, que são os grandes agentes de manutenção das práticas diárias para o descarte correto de qualquer resíduo, seja proveniente da produção ou do dia a dia dentro da empresa. O processo educativo começa desde a fase de integração do funcionário em sua chegada à empresa após o processo seletivo.

Além disso, todas as áreas de circulação possuem sinalização explicativa e recipientes específicos para a separação de papel, metal, plástico, vidros, lixo orgânico e não orgânico.

Sobre a Atlantic Nickel – Controlada pelo grupo Appian Capital Brazil e única empresa produtora de níquel sulfetado no país, a Atlantic Nickel completou, no dia 15 de outubro de 2020, um ano de operação em Itagibá, interior da Bahia, onde vem atuando na extração do minério fundamental para a fabricação de baterias de veículos elétricos. São mais de 1.700 empregos diretos gerados pelo negócio e R$ 151 milhões injetados em compras e contratos com fornecedores da Bahia de 2018 a 2020.

A projeção da companhia é dobrar a capacidade produtiva, com o início da operação subterrânea na Mina Santa Rita, prevista para 2028, o que vai elevar o tempo de vida útil da mina de oito para 34 anos (8 anos de mina a céu aberto + 26 anos de mina subterrânea). De acordo com a Avaliação Econômica Preliminar, cerca de US$ 355 milhões devem ser investidos nos primeiros cinco anos desta nova fase.

Para além disso, a Atlantic Nickel já comemora a recente descoberta de um novo depósito com potencial significativo de recursos de níquel a apenas 26km de distância, e no mesmo cinturão geológico, de onde já funciona a Mina Santa Rita.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *