24 de janeiro de 2022
  • :
  • :

Bahia vai acionar a CBF contra a arbitragem do jogo com o Juventude

Bahia vai acionar a CBF contra a arbitragem do jogo com o Juventude

O vice-presidente do Bahia, Vitor Ferraz, anunciou em uma rede social neste domingo (31), que o clube irá entrar com uma representação na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) contra a arbitragem da partida contra o Juventude, que acabou empatada em 0 a 0 na noite de sábado, 30.

A partida foi marcada pelo lance polêmico onde o árbitro Paulo Roberto Junior (PR) deixou de marcar um pênalti para o tricolor baiano, em lance onde o defensor da equipe gaúcha desviou uma bola que parecia ter o endereço do gol com o braço, após análise na cabine do VAR.

“Amanhã formalizaremos mais uma representação por erros de arbitragem; a terceira só nesse brasileirão. Ontem mesmo fizemos contato com a Diretoria da CBF para manifestar nossa indignação pela desastrosa (para dizer o mínimo) atuação do Sr. Paulo Roberto Alves Júnior Mas nada disso será suficiente enquanto não acontecer uma mudança profunda na comissão de arbitragem. Não dá mais para tolerar fatos como o que vimos ontem”, publicou Ferraz em seu Twitter.

A jogada também foi alvo de indignação do presidente do Esquadrão, Guilherme Bellintani. Logo após o jogo, o mandatário tricolor veio a público cobrar a comissão pelo ocorrido e afirmou que o clube irá fazer “tudo que for possível” em protesto ao lance.

“Lances que mancham o campeonato. Esse árbitro entende a importância do futebol na vida das pessoas? Nem chamado pelo VAR aceitou marcar o pênalti. O que fazer? Protesto, ida à CBF e tudo que for possível. E um esforço para acreditar que isso é “apenas” um erro de arbitragem”, afirmou Bellintani.

Em coletiva de imprensa logo após o jogo, o técnico Guto Ferreira também fez críticas ao árbitro paranaense.

“Fomos prejudicados pela arbitragem, muito prejudicados, porque era um lance capital. Seria um pênalti em que poderíamos abrir o placar e o jogador ser expulso. Foi um jogador que deu um carrinho na bola e tirou com o braço. O VAR chamou. Se fosse um lance sem problemas, o VAR não teria chamado. Mas nosso amigo resolveu chamar para ele a responsabilidade, e isso prejudicou bastante o Bahia na partida”, disse.

Com o empate O Tricolor ficou na 15ª posição do Brasileirão, com 33 pontos e pode perder um lugar com um simples empate do Ceará. O Juventude abre a zona de rebaixamento, com 30 pontos conquistados.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *