21 de julho de 2024
  • :
  • :

Adolfo Menezes visita acampamento dos povos indígenas no CAB

Adolfo Menezes visita acampamento dos povos indígenas no CAB

Pelo segundo ano consecutivo o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Adolfo Menezes, visitou o acampamento do Movimento Unido dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia – Mupoiba, montado na área externa da sede do Parlamento estadual, no Centro Administrativo (CAB). Adolfo foi recebido, nesta quinta-feira (15.06), na rampa de entrada da ALBA, por representantes dos 30 povos indígenas baianos e acompanhado até o local do 5º Acampamento Mupoiba.

“Estar aqui pela segunda vez é um prazer. Está tudo muito bem organizado”, elogiou Adolfo Menezes. “Somos seus hóspedes e estamos com uma estrutura muito melhor que a do ano anterior. Obrigado presidente”, respondeu Patrícia Krin Si Pankararé, coordenadora do Mupoiba. Segundo ela, esse ano os povos indígenas vieram a Salvador não só para cobrar ações dos governos, mas também para mostrar quem são. O acampamento começou segunda-feira (12) e vai até amanhã.

Falando sobre as pautas do Movimento, o chefe do Legislativo estadual acredita que os avanços, como em todas as atividades, são graduais e com muita luta. Mas ele acredita que a origem indígena do governador Jerônimo Rodrigues vai facilitar. “Recentemente tivemos, na Assembleia, a oportunidade, com o voto de todos os deputados, independente de partido, de aprovar uma reivindicação antiga dos professores indígenas e a gente vai continuar avançando”, destacou Adolfo.

Em 2022, antes de visitar o 4º Acampamento Mupoiba, Adolfo Menezes intermediou um encontro entre representantes do Governo do Estado e dos povos indígenas. A intermediação do presidente da ALBA foi essencial para reabrir o diálogo entre as partes. Na ocasião ele fez questão de dizer aos caciques presentes que a Assembleia Legislativa é a Casa do Povo e do diálogo. “Ela está à disposição de vocês, estamos e sempre estivemos ao lado de vocês”, afirmou.

Foto: Vaner Casaes/ALBA




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *