22 de julho de 2024
  • :
  • :

Sessão na ALBA marca os 158 anos da Batalha do Riachuelo

Sessão na ALBA marca os 158 anos da Batalha do Riachuelo

A Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA realizou hoje (16.06), no Plenário, Sessão Especial comemorativa pelo 158º aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, data magna da Marinha do Brasil. A homenagem foi proposta pelo deputado Antônio Henrique Junior, justificando a importância do evento para a construção da identidade nacional. “Bela iniciativa do meu colega deputado Antônio Henrique e apoiada, por unanimidade, por todos os deputados da Casa. A Batalha Naval do Riachuelo, ocorrida há 158 anos, foi determinante para a vida do Brasil, consolidando a nossa soberania como nação”, destacou o deputado estadual Adolfo Menezes, presidente da ALBA. Na solenidade, a Marinha foi representada pelo Comandante do 2º Distrito Naval, vice-almirante Antônio Carlos Cambra, e pelo chefe de Logística e Mobilização do Estado Maior das Forças Armadas, almirante André Luiz Mendes.

Em seu discurso, o chefe do Legislativo estadual traçou um paralelo entre o Dois de Julho e a Batalha Naval do Riachuelo: “São 200 anos do nosso Dois de Julho que, com certeza, pelo seu espírito libertário, influenciou nossos marinheiros e oficiais, 42 anos depois, no Rio Riachuelo, em 11 de junho de 1865, quando a Marinha do Brasil foi decisiva, em aliança com Uruguai e Argentina, na Guerra do Paraguai, forjando o que se tem de mais forte no coração dos brasileiros: a defesa permanente pela nossa liberdade”.

Considerada por historiadores como a maior e mais brutal batalha naval da América do Sul, a Batalha do Riachuelo ocorreu no dia 11 de junho de 1865, em meio à Guerra do Paraguai, conflito ocorrido entre 1864 e 1870 que foi resultado de uma série de disputas políticas envolvendo as nações que trafegavam na região do rio da Prata. Historiadores estimam que cerca de 150 mil paraguaios e 50 mil brasileiros morreram na Guerra do Paraguai.

A batalha naval, que se deu no arroio Riachuelo, afluente do Rio Paraná na província de Corrientes, na Argentina, foi considerada de suma importância para a vitória da Tríplice Aliança (Brasil, Uruguai e Argentina) frente às forças paraguaias. O triunfo na Batalha marca a criação da Marinha do Brasil.

Foto: Sandra Travassos/ALBA




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *