13 de junho de 2024
  • :
  • :

Desempenho hoteleiro de março aponta evolução no fluxo de turistas em Salvador

Desempenho hoteleiro de março aponta evolução no fluxo de turistas em Salvador

A rede hoteleira de Salvador registrou durante o mês de março uma ocupação média de 61,27%, superior à média obtida no mesmo período de 2023, que foi de 58,33%. As taxas de ocupação registradas em Salvador vêm evoluindo de forma constante após a pandemia no comparativo anual, e a taxa de março de 2024 foi a maior para o mês nos últimos quatro anos, mas ainda abaixo do valor de 2019. Isso demonstra o crescimento contínuo do fluxo turístico em Salvador, que segue no processo de retomada dos patamares pré-pandemia.

A diária média registrada em março foi de R$ 603,26, sendo 22% superior ao valor de R$ 492,59 obtido no ano passado, e maior valor da série histórica desde o início da pesquisa conjuntural de desempenho da hotelaria, realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Seção Bahia – ABIH-BA. Como resultado dos índices de ocupação e diária média, março registrou um RevPAR de R$ 369,64, que é o indicador que mede a capacidade de geração de receita por quarto disponível da rede hoteleira soteropolitana.

Os sólidos resultados de março foram construídos pelo bom início da temporada de eventos e turismo corporativo em Salvador. Durante os dias comerciais de segunda a sexta-feira a cidade registrou média de 62,65% de ocupação, superior à taxa de 58,38% nos finais de semana ao longo do mês. O feriado prolongado da Semana Santa, no final do mês, foi também um dos fatores positivos, período em que a hotelaria registrou taxa de ocupação de cerca de 67% e diária média superior a R$ 700,00.

No primeiro trimestre de 2024 a cidade teve uma ocupação de 66,05%, diária média de R$ 745,52 e RevPAR de R$ 492,42, números consideravelmente superiores aos registrados no mesmo período de 2023, especialmente pela valorização de 21% da diária média, que é o indicador que mais tem crescido ao longo dos últimos dois anos, fato que se repetiu neste trimestre.

O presidente da ABIH-BA, Wilson Spagnol, destaca a importância das ações comerciais de promoção e divulgação do destino, e de captação de eventos para a cidade ao longo dos próximos meses. “Salvador encerrou o primeiro trimestre com números robustos e grande crescimento em todos os indicadores em relação ao ano passado, mas enfrentaremos agora o trimestre mais desafiador do ano para o turismo. Por isso, é o momento de intensificarmos as ações comerciais de divulgação e promoção do destino, em parceria com a gestão pública. Também será fundamental a prospecção e captação de novos eventos, já que o fluxo turístico na baixa temporada depende bastante do turismo corporativo e de eventos”, pontua Wilson.

É importante ressaltar que os números do desempenho hoteleiro de Salvador aqui divulgados são frutos da Pesquisa Conjuntural de Desempenho (Taxinfo), realizada pela ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, seções Bahia e Brasil. O levantamento é digital e os dados são fornecidos diariamente pelos hotéis ao Portal Cesta Competitiva. A média resultante constitui o indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem na capital baiana.

Foto: Jefferson Peixoto/Secom-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *