22 de julho de 2024
  • :
  • :

Cidadãos em Salvador poderão participar da Operação Plantio Chuva 2024

Cidadãos em Salvador poderão participar da Operação Plantio Chuva 2024

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria de Sustentabilidade, Resiliência, Bem-estar e Proteção Animal (Secis), iniciou, nesta quarta-feira (24), a Operação Plantio Chuva. A novidade deste ano é a participação direta dos cidadãos no processo, seja através de indicação de locais ou mesmo auxiliando no plantio.

A primeira ação do órgão ocorreu na Avenida Luís Viana Filho (Paralela), próximo ao acesso à Avenida Luís Eduardo Magalhães, onde foram plantadas 50 mudas. O secretário da Secis, Ivan Euler, afirma que as áreas escolhidas são aquelas em que há a possibilidade de plantar mais mudas, além de locais escolhidos pela população.

“Se o cidadão quiser plantar na rua onde mora e ela tiver condições, vamos até lá. Se for uma praça, um espaço de área verde, a gente também vai plantar, independentemente de ser uma, duas, cinco árvores. Vamos buscar atender ao solicitante, mantendo o compromisso de cuidar daquela árvore”, diz o gestor.

Conforme o diretor do Sistema de Áreas de Valor Ambiental e Cultural (Savam) da Secis, João Resch, a cidade deverá receber 10 mil novas mudas até o final de julho, dobrando a meta de 2023. “Neste ano, além do cidadão indicar um local para o plantio, ele pode participar junto com equipes da Secis, por isso estamos ampliando a linha de diálogo com a população para aumentar a arborização urbana”, declara.

Importância – A Operação Plantio Chuva é uma iniciativa que acontece entre os meses de abril a julho, por ser propício ao desenvolvimento das mudas. Além disso, a rega natural da chuva possibilita uma maior adaptação ao solo e alcance da fase adulta.

O titular da Secis complementa que o plantio melhora o clima e a qualidade do ar – uma árvore absorve até 150kg de gás carbônico em 20 anos. “A nossa meta principal é que em 2049, quando Salvador completa 500 anos, a cidade seja carbono zero, e o plantio é uma das principais ações para que essa meta seja atingida”, destaca Euler.

“Temos uma variedade boa de ipês (roxo, rosa, amarelo), pata de vaca, acácia, felício, buscando fazer plantios intercalados, além de árvores frutíferas para criar bosques urbanos, tudo voltado para a nossa mata atlântica. A gente vem mapeando os espaços: já temos Vila Canária, Paralela, Rio Vermelho e Suburbana”, completa Resch.

Áreas para plantio – Cada local é previamente visitado para observação das condições gerais da área de plantio. Para ser aprovado há requisitos básicos a serem observados, como quantidade de árvores existentes, espaçamento, acesso para rega, solo em boas condições, histórico do local, inexistência de eventos que produzem danos às mudas, existência de tubulação subterrânea e fiação aérea, pré-existência de viveiro de insetos que podem causar danos às espécies e declividade do solo.

Após a observação dessas características, é feita uma relação de espécies que atenda aos requisitos das áreas e se adequem melhor aos aspectos daquele ambiente. As espécies escolhidas para plantio obedeceram às seguintes premissas: exclusivamente de mata atlântica e seus biomas associados, tamanho de copa, floração, disponibilidade de aquisição de mudas, adaptabilidade a cidade, índice de rega e resistência.

Contato – Quem quiser solicitar plantio ou indicar área pode fazê-lo através do email plantio@salvador.ba.gov.br; enviar uma mensagem de WhatsApp para o número (71) 99676-7934, das 8h às 17h; ou pelo Fala Salvador, no número 156. É necessário informar o nome completo, e-mail e telefone para contato, além de endereço com CEP. Após a solicitação, o cidadão será convidado para participar do plantio com a equipe da Secis, que fará a reserva da muda escolhida e, uma vez por semana, realizará os plantios.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *