21 de julho de 2024
  • :
  • :

Brasil joga amistoso contra Senegal nesta terça em Portugal

Brasil joga amistoso contra Senegal nesta terça em Portugal

O Brasil está pronto para seu último teste antes das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026. Depois de garantir a primeira vitória do ano, com a goleada por 4×1 sobre Guiné, a Seleção quer embalar de vez no novo ciclo. Mas terá pela frente um rival mais tradicional no futebol: Senegal.

O jogo está marcado para às 16h desta terça-feira (20), no estádio José Alvalade, em Lisboa, em Portugal. Se o adversário anterior era apenas o 79º colocado no ranking da Fifa, o oponente da vez é o segundo africano melhor posicionado na listagem, e aparece em 18º, atrás apenas do Marrocos (11º). Também é o atual campeão da Copa Africana de Nações e alcançou as oitavas no Catar (eliminado pela Inglaterra).

No elenco, Senegal conta com a estrela de Sadio Mané, ex-Liverpool e atualmente no Bayern de Munique. Mas não para por aí: o time também tem os zagueiros Diallo, do Paris Saint-Germain, e Koulibaly, do Chelsea, além do volante Idrissa Gueye, do Everton.

“A gente tem consciência de que é uma grande equipe, com grandes jogadores, de grandes ligas, não será um jogo fácil. Tem o Mané, muito bom jogador, sabemos que temos entrar totalmente concentrados, esperamos fazer nosso trabalho bem feito, dar o nosso melhor para o Brasil vencer”, avaliou o meia Lucas Paquetá.

Mais uma vez, quem estará à frente da Seleção é o interino Ramon Menezes. Será o terceiro jogo do técnico, que vem de derrota para Marrocos, em março, além da vitória sobre Guiné. Responsável pela equipe sub-20, o treinador deve ser um dos responsáveis no processo de transição até a provável chegada de Carlo Ancelotti, em julho do ano que vem. Ramon evita falar sobre o futuro no time principal, focando apenas na atual Data Fifa.

“Fizemos a convocação pensando nesses dois jogos, convocar uma seleção forte. Meu trabalho aqui foi totalmente voltado para esses dois jogos, fazer um bom jogo contra Guiné, que a seleção voltasse a vencer. Não tivemos essa felicidade no Marrocos, aqui conseguimos a primeira vitória. Agora queremos fazer um jogo seguro, com controle das ações contra Senegal”, comentou.

Depois de enfrentar o rival africano, será hora de focar as atenções nas Eliminatórias, que começam em setembro. O Brasil estreia contra a Bolívia, em casa. Em seguida, encara o Peru, em Lima. Ramon diz ainda não saber se estará na Seleção principal – mas já lamenta a chance de não trabalhar com Neymar. O camisa 10 atualmente se recupera de lesão no tornozelo.

“Frustração não é a palavra certa. Quem não gostaria de trabalhar, passar um período como venho passando com o Neymar? É um belíssimo jogador. Representa o futebol brasileiro, o improviso, a técnica. Uma pena (risos). Gostaria muito de trabalhar com ele”, falou.

Escalação

Contra Senegal, a Seleção terá em campo uma equipe parecida com a que enfrentou Guiné, no sábado. Ao que tudo indica, haverá apenas uma mudança: sai Rodrygo, entra Malcom. O jogador do Real Madrid se queixou de dores no joelho direito e não participou do treino da véspera. Ele deve ser reavaliado horas antes do jogo, mas a tendência é que seja desfalque.

Assim, Malcom deve herdar a vaga no ataque, ao lado de Vini Jr e Richarlison. Ramon já havia escolhido o mesmo atleta para no lugar de Rodrygo contra Guiné. Na partida, o atacante do Zenit sofreu o pênalti convertido por Vini no segundo tempo.

“Temos 23 jogadores, todos eles com potencial gigantesco, preparados e prontos para jogar. O Rodrygo fez uma belíssima partida, jogador de altíssimo nível técnico. Ele é o futebol brasileiro, tenta o improviso, aquilo que esperamos de um grande jogador. Quando ele chega na cara do gol tem calma, finaliza bem. O Malcom veio convocado pela temporada que fez, foi artilheiro do campeonato russo no Zenit e, quando teve a oportunidade de entrar, entrou muito bem, sofreu pênalti, fez boas jogadas, por isso a oportunidade”, explicou Ramon.

O restante do time deve ser o mesmo: Ederson, Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Ayrton Lucas; Casemiro, Joelinton e Lucas Paquetá; Malcom, Vini Júnior e Richarlison.

Foto: Joilson Marconne/CBF




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *