13 de junho de 2024
  • :
  • :

Prefeitura de Salvador inicia construção de viaduto para melhorar mobilidade na Av. ACM

Prefeitura de Salvador inicia construção de viaduto para melhorar mobilidade na Av. ACM

A Prefeitura de Salvador iniciou mais uma obra viária para ampliar a mobilidade na região da Av. ACM, uma das principais bases de tráfego da cidade. O prefeito Bruno Reis assinou nesta segunda-feira (2) a ordem de serviço para a construção de um novo viaduto, que ficará localizado nas imediações do 3º Batalhão de Bombeiros Militar.

O complexo vai beneficiar os motoristas que vierem das avenidas Tancredo Neves ou Paralela e que desejam retornar para a região do Shopping da Bahia. O elevado será construído antes do acesso à Av. Mário Leal Ferreira (Bonocô). O investimento é de R$ 51,8 milhões e as obras têm prazo de duração de 14 meses, ficando a cargo da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra).

Bruno Reis destacou a importância daquela região para a mobilidade da capital baiana. “Por aqui passam diariamente 7 dos 10 ônibus que rodam na cidade. Da frota de 1,1 milhão de carros de Salvador, 30% passam por aqui diariamente. Esse é o novo centro comercial da cidade e, se não fossem essas obras que estamos fazendo nas avenidas Tancredo Neves e ACM, Salvador estaria certamente travada, porque, quando engarrafa nessa região aqui, repercute em vários outros pontos”, disse o prefeito.

Atualmente, os condutores que passam pela avenida ACM no sentido Retiro e desejam fazer o retorno para voltarem ao sentido Shopping da Bahia têm que passar pela Rótula do Abacaxi e acessar o retorno que fica em frente à Estação Acesso Norte. Este retorno é um dos principais causadores de retenção de tráfego em toda a região, pois há uma confluência com os veículos vindos também das avenidas Bonocô, Barros Reis e Heitor Dias e do Shopping Bela Vista.

Como destacou o prefeito, o novo viaduto faz parte de uma série de obras já realizadas nos últimos anos na mesma região, como a ponte sobre o Rio Camarajipe, que facilita o acesso da Av. ACM à Paralela; o Complexo Viário Tatti Moreno, que agilizou o tráfego nas avenidas Tancredo Neves e Magalhães Neto; e os elevados em toda a extensão da avenida ACM, criando uma via expressa. Ele lembrou que todas as intervenções foram provocadas por conta do plano para desenvolvimento e funcionamento do BRT.

“Então, vejam vocês a importância do BRT para resolver a mobilidade de toda a cidade e para resolver problemas históricos de infraestrutura, porque lembrem vocês como essa região sofria com alagamentos na época de chuva. Todos esses investimentos em mobilidade fizeram com que Salvador seja hoje a melhor cidade em mobilidade do Nordeste. Somos a 6ª do Brasil nesse quesito. E, quando a gente entregar todas essas obras, em especial as que fazem parte do complexo BRT, nós vamos certamente chegar entre as primeiras capitais do Brasil em mobilidade”, afirmou Bruno Reis.

Aumento de frota – O secretário de Mobilidade (Semob) de Salvador, Fabrizzio Müller, lembrou que a obra do viaduto é fruto de estudos técnicos realizados no âmbito do Plano Municipal de Mobilidade. “Eu queria trazer a vocês um dado: a frota de veículos de Salvador nos últimos 20 anos cresceu três vezes. Ela saiu de 370 mil veículos no ano 2000 para mais de 1,1 milhão de veículos em 2021. Se não fossem essas obras de mobilidade, que tem ocorrido nessas duas últimas gestões, a cidade, com certeza, já estaria totalmente imobilizada e parada por conta desse aumento de frota”, disse.

Fabrizzio Müller lembrou de uma pesquisa realizada pelo aplicativo de mobilidade Waze, divulgada na última semana, apontando que Salvador não está entre as cidades mais congestionadas do Brasil.

O titular da Seinfra, Luiz Carlos, afirmou que o equipamento será em concreto armado, terá sistema macrodrenagem e drenagem, pavimentação asfáltica e iluminação em LED. Ela complementa o conjunto de outras três obras em andamento que foram autorizadas pela administração municipal na Rótula do Abacaxi, em julho passado.

“Uma via muito importante para todos que moram ou trabalham nessa região, para quem vem da região da Paralela, que é um fluxo grande. Na conjuntura atual, esses motoristas têm que ir à Rótula do Abacaxi e enfrentar toda aquela concorrência de veículos que vêm de outras regiões para retornar. Com este viaduto, ele vai poder retornar de forma rápida, economizando tempo”, afirmou Luiz Carlos.

Foto: Valter Pontes/Secom-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *