18 de abril de 2024
  • :
  • :

“Big Techs” firmam acordo para combater “fake news” geradas por IA nas eleições

“Big Techs” firmam acordo para combater “fake news” geradas por IA nas eleições

Durante a Conferência de Segurança de Munique, realizada nesta sexta-feira (16) na Alemanha, 20 empresas líderes de tecnologia, incluindo Adobe, Amazon, Google, IBM, Meta, Microsoft, OpenAI, TikTok e X (antigo Twitter), firmaram acordo para trabalharem juntas na detecção e combate a fake news geradas por inteligência artificial (IA) nas eleições de 2024. A ação visa inibir conteúdos fraudulentos nos mais de 40 países que elegerão futuros líderes de governos.

O comunicado divulgado pelas empresas aponta que o acordo é um “conjunto de compromissos para implantar tecnologia que combata conteúdo prejudicial gerado por IA destinado a enganar os eleitores”.

As big techs se comprometeram ainda a “trabalhar em colaboração em ferramentas para detectar e abordar a distribuição online desse conteúdo de IA, impulsionar campanhas educativas e proporcionar transparência, entre outras medidas concretas. Inclui também um amplo conjunto de princípios, incluindo a importância de rastrear a origem de conteúdos fraudulentos relacionados com as eleições e a necessidade de sensibilizar o público para o problema”.

O conteúdo digital abordado pelo acordo consiste em áudio, vídeo e imagens gerados por IA que falsificam ou alteram enganosamente a aparência, voz ou ações de candidatos políticos, funcionários eleitorais e outras partes interessadas importantes em uma eleição democrática, ou que fornecem informações falsas aos eleitores sobre quando, onde e como podem votar.

— É crucial que a indústria trabalhe em conjunto para proteger as comunidades contra a IA enganosa e enganosa neste histórico ano eleitoral — disse Theo Bertram, vice-presidente de políticas públicas globais do TikTok.— Isto baseia-se no nosso investimento contínuo na proteção da integridade eleitoral e no avanço de práticas responsáveis e transparentes de conteúdos gerados por IA através de regras robustas, novas tecnologias e parcerias de literacia mediática com especialistas — completou.

No Brasil, o tema é debatido junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deverá elaborar uma resolução sobre o uso da IA nas campanhas eleitorais deste ano. Em janeiro, foi aberto um ciclo de audiências públicas para discutir sugestões aos textos das regras que vão guiar as eleições municipais.

Foto: Reprodução




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *