23 de agosto de 2019
  • :
  • :

Prefeitura de Salvador inicia melhoria no trecho entre Dois Leões e Aquidabã

Prefeitura de Salvador inicia melhoria no trecho entre Dois Leões e Aquidabã

Depois do Vale das Pedrinhas, na semana passada, outra importante ação que reúne infraestrutura e urbanização de canal será promovida pela Prefeitura de Salvador, fruto de uma demanda histórica dos cidadãos: a área beneficiada da vez é a Rua Cônego Pereira, do Largo Dois Leões até o Terminal do Aquidabã.

Com investimento de R$16 milhões em recursos 100% municipais, a ordem de serviço para início imediato das obras foi assinada nesta terça-feira (12) pelo prefeito ACM Neto, ao lado do vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, e da presidente da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield, demais secretários e gestores municipais, vereadores, imprensa e população.

A intervenção, que vai melhorar a vida principalmente de quem utiliza transporte público, está prevista para ser concluída em 12 meses e o projeto urbanístico foi desenvolvido pela FMLF, com execução das obras sob a responsabilidade da Seinfra, por meio da Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop).

“Essa é uma das regiões mais movimentadas da cidade. Uma grande base de tráfego por onde passam milhares de veículos e, também, uma região muito forte em relação ao comércio e à presença de diversos bairros residenciais integrados à Cônego Pereira. Há muito tempo, a Prefeitura não faz uma intervenção transformadora aqui. Então, foi discutido um projeto completo para, com certeza, trazer um novo perfil para essa região histórica da cidade”, explicou o prefeito.

A presidente da FMLF destacou que o projeto foi construído com o intuito de mudar radicalmente as condições urbanísticas e ambientais da região. Dentre as melhorias, que abrangem 1,6km de via, estão a micro e macrodrenagem de 700m de canal, que será coberto no trecho entre o viaduto da Via Expressa e as proximidades do Mercado de Sete Portas. A intenção é acabar com os constantes alagamentos na localidade no período chuvoso.

O passeio será alargado e terá concreto e piso intertravado, além de meio-fio em granito e todos os itens de acessibilidade. Uma ciclovia será implantada do Largo Dois Leões até o mercado. Do mercado até o Aquidabã, a continuidade será dada através de ciclofaixa. Haverá nova pavimentação asfáltica, com substituição do asfalto velho pelo novo.

O canteiro central deixará de ser ocupado irregularmente por veículos e dará lugar a um belo paisagismo, com o plantio de árvores em toda a extensão. A lista contempla ainda mobiliário urbano e iluminação em LED. A praça ao lado do Dois Leões também será requalificada.

Além disso, a mobilidade deverá ser melhorada com a ampliação dos pontos de ônibus, que contarão com baias para dar mais conforto aos usuários do transporte coletivo. Atualmente, os ônibus param na própria pista de rolagem para embarque e desembarque, causando engarrafamentos e lentidão no trânsito. A medida, então, vai trazer ainda impactos positivos no tráfego da região – somente a Rua Cônego Pereira recebe, em média, um fluxo de aproximadamente 11 mil veículos por dia, segundo a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador).

Social – Além das intervenções físicas, o vice-prefeito Bruno Reis afirmou que também será realizado, em paralelo, outro tipo de ação. “Esta é uma área que sofre bastante com problemas sociais. Por isso, está sendo elaborado um projeto em conjunto com a Semps (Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza) para atender às famílias que residem na rua ou sofrem com a dependência química, dando mais dignidade e uma nova oportunidade de futuro para elas. Esse trabalho conjunto vai fazer com que essa região seja também um ponto de visitação no Centro Histórico da cidade”, afirmou.

Expectativa – Quem trabalha, reside ou passa pelo local é só ansiedade pela conclusão da obra na nova Rua Cônego Pereira, a exemplo da atendente comercial Joseane Santos, de 33 anos. “Quando chove aqui é um transtorno. A água chega ao joelho, entra no comércio das pessoas, é muito difícil passar por aqui a pé. Essa iniciativa vai ser muito importante principalmente para cessar os alagamentos, pois trazem transtorno, mesmo”, relatou.

Foto: Valter Pontes/SECOM-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *